DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/03/2019

TCE-AM anula suspensão de Processo Seletivo em Boca do Acre

Certame havia sido cancelado por irregularidades no edital, porém, após justificativas do prefeito, medida foi cancelada

TCE-AM anula suspensão de Processo Seletivo em Boca do Acre Auditor do Tribunal de Contas, Mário Filho

DEAMAZÔNIA BOCA DO ACRE, AM - O auditor Mário Filho, do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), anulou medida cautelar que suspendia Processo Seletivo Simplificado (PSS) no município de Boca do Acre (a 1.038 quilômetros de Manaus), interior do Amazonas. O PSS visava a contratação temporária de funcionários para cargos na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Boca do Acre. A decisão foi publicada na edição de hoje do Diário Eletrônico do TCE.

 

A suspensão havia sido determinada por irregularidades no Edital do processo, realizado para preenchimento de cargos de agente comunitário de saúde rural, agente comunitário de saúde urbano e agente de endemias.

 

O prefeito de Boca do Acre, José Maria da Silva Cruz, apresentou suas justificativas, ressaltando que o município vive um surto endêmico de doenças desde o fim do ano de 2018.

 

Segundo documentos anexos à defesa da prefeitura, o município de Boca do Acre possui 506 casos de malária e mais de 200 casos de dengue, além de casos de leptospirose e hepatite. A prefeitura chegou a decretar situação de emergência, em razão do surto de doenças ocasionado pelas cheias do rio.

 

Com base nas justificativas, o auditor e relator em substituição Mario Filho decidiu revogar a medida cautelar que suspendia o PSS. A Prefeitura de Boca do Acre terá 60 dias para seguir com a contratação dos agentes de saúde.

 

VEJA DECISÃO >> MF_Processo n. 3020.2018 - Representação - Revogação da Medida Cautelar. alb (1)

Sobe Catracas

MARIA INEZ PEREIRA, professora da rede estadual do AM

Artigo dela sobre Fake News, em parceria com outra professora, foi publicado em revista da Universidade do Rio de Janeiro (UERJ)

Desce Catracas

NATHAN MACENA, prefeito do Careiro Castanho

MPF notificou a Prefeitura por falta de aparelhos de comunicação em escolas e UBSs do município