DeAmazônia

MENU
Atualizado em 01/03/2019

Segup anuncia redução de crimes em segundo mês de gestão

Secretaria informou que houve redução de 24% nos casos de homicídios registrados no Pará no mês de fevereiro

Segup anuncia redução de crimes em segundo mês de gestão O secretário daSecretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Ualame Machado. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA BELÉM, PA - O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), informa que houve uma redução de 24% nos casos de homicídios registrados no estado no mês de fevereiro, em comparação ao mesmo período de 2018. A diminuição dos índices representa a preservação de 66 vidas, visto que o número deste tipo de crime reduziu de 278 mortes no ano passado para 212 ocorrências este ano. As informações foram divulgadas em coletiva nesta sexta-feira (1°).

 

Essa é a redução mais significativa registrada de homicídios no mês de fevereiro desde 2010. Nos casos de roubos, houve uma redução de 35%, com 3.264 casos a menos neste ano. Os registros apontam 9.339 ocorrências em 2018 e 6.075 em 2019. Também é a melhor taxa de redução de roubos comparando todos os meses de fevereiro, desde 2010.

 

Os números de roubos a transeunte tiveram uma redução de 40% em todo o Pará, com 7.699 casos em fevereiro de 2018 e 4.642 em 2019, resultando em uma diminuição de 3.057 ocorrências. Já os dados de roubos a veículos apresentaram diminuição de 63%,  657 e 245 casos, respectivamente, o que resultou em 412 ocorrências a menos.

 

Sobre essa modalidade de crime, o delegado-geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira, afirmou que as reduções se dão por conta das ações investigativas que vem sendo deflagradas.

 

“Temos desenvolvido uma série de ações de caráter investigativo com o apoio da inteligência, o que tem nos possibilitado desarticular quadrilhas que atuam pontualmente, no caso específico de roubos e furtos de veículos. Então, recentemente, a Delegacia de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRCO), por meio da delegacia especializada, fez essa investigação a qual logramos êxito em fazer a prisão das pessoas que estavam envolvidas nessa modalidade criminosa. Por conta disso, os índices caem de forma vertiginosa”, ratificou o delegado-geral.

 

Mais números – Os roubos a coletivos tiveram redução de 59%. Nos meses de fevereiro de 2018 e 2019, o Pará computou 143 e 59 ocorrências, respectivamente, apresentando diminuição de 84 casos. Quanto às ocorrências de latrocínio, houve uma diminuição de 36%, com 22 casos registrados ano passado e 14 em este ano – 8 casos a menos.

 

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que envolvem dados gerais de homicídios, latrocínios e lesão corporal seguida de morte, demonstraram uma redução de 25% nos casos. Em fevereiro de 2018, foram 302 ocorrências registradas, enquanto que no mesmo período de 2019 foram 228 ocorrências – 74 crimes a menos.

 

O secretário da Segup faz uma avaliação positiva dos dados apresentados. “Vêm corroborar que estamos no caminho correto. Não nos alegra quando há qualquer homicídio ou roubo, porém, o que nos entusiasma a continuar o trabalho é o fato de que nós estamos diminuindo a cada mês esses índices e a população deve começar a sentir essa redução. Nós continuaremos a intensificar as ações que já estamos fazendo desde o início da gestão e, principalmente, dar uma rápida resposta, pois isso é o reflexo na redução da criminalidade”, apontou Ualame Machado.

 

Polícia Civil – De acordo com dados levantados pela corporação, em janeiro de 2019 foram feitas 471 prisões no Estado, e em fevereiro 868, totalizando 1.339 prisões nos dois meses. Esse aumento foi resultado de diversas operações deflagradas no segundo mês do ano, como as operações Hárpia, Hera e Dionísio. Ao todo, 206 operações policiais foram realizadas em janeiro e 308 em fevereiro, totalizando 534 operações nos dois meses de 2019.

 

Polícia Militar – Somente no mês de fevereiro de 2019, as ações da Polícia Militar resultaram em 163 apreensões de armas, 243,23 kg de entorpecentes, 237 veículos recuperados, 121 foragidos recapturados, 1.750 prisões em flagrante, 95.825 pessoas abordadas, 242 menores apreendidos em ato infracional, 14.067 motocicletas abordadas e 3.467 estabelecimentos fiscalizados.

 

Entre as medidas adotadas para que ocorressem esses resultados, o comandante-geral da PM, Dilson Júnior, destacou a operação Polícia Mais Forte. “Desde o início de janeiro, fizemos uma reestruturação. Pegamos viaturas que estavam apenas no serviço administrativo e realocamos na atividade operacional, justamente no horário em que há maior incidência de criminalidade. Essa operação foi denominada ‘Polícia Mais Forte’, na qual conseguimos aumentar o número de viaturas em mais de 50% na Região Metropolitana e está surtindo o resultado esperado, propiciando maior presença da PM nas ruas”, analisou.

 

Centro de Perícias Científicas Renato Chaves – Também no segundo mês deste ano foram entregues pelo CPC 4.981 laudos, tendo sido realizados em locais de crime por medicina legal, balística e drogas. Para o programa de doação de tecidos oculares, o CPC captou somente nos meses de janeiro e fevereiro 14 córneas para doação, enquanto que em todo o ano de 2018 foram captadas 13 córneas.

 

Corpo de Bombeiro Militar – Nos atendimentos apresentados no ano de 2019 pelo Corpo de Bombeiros, os meses de janeiro e fevereiro somaram 455 atendimentos de incêndio, 1.809 atendimentos de resgate, 168 buscas e salvamentos, 5.088 vistorias, além de 293 projetos desenvolvidos pela corporação, totalizando 7.813 atendimentos. // Com informações da AGÊNCIA PARÁ

Sobe Catracas

LAILA CAMPOS, miss Terra Santa 2019

Foi eleita Miss Beleza do Baixo Amazonas 2019, após derrotar outras sete candidatas, durante concurso em Parintins 

Desce Catracas

CHICO ALFAIA, prefeito de Óbidos

Município é o pior em gestão fiscal do Pará, e está entre os cinco piores da região Norte, diz dados da Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro)