DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/11/2017

PF desmonta quadrilha que desviou quase R$ 400 milhões da Caixa

Cerca de cinquenta policiais cumprem dez mandados judiciais de busca e apreensão em Brasília

PF desmonta quadrilha que desviou quase R$ 400 milhões da Caixa Funcef é o fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal (Daniel Teixeira/AE/VEJA/VEJA)

Polícia Federal realiza nesta terça-feira uma operação para desmontar uma quadrilha suspeita de desviar cerca de 385 milhões de reais da Caixa Econômica Federal por meio de fraudes a contratos de tecnologia da informação.

 

Cerca de cinquenta policiais cumprem dez mandados judiciais de busca e apreensão em Brasília.

 

As investigações mostram que os funcionários do banco e o sócio de uma empresa de consultoria recebiam propina para favorecer as empresas de TI contratadas pela CEF. As empresas de TI faziam repasses à empresa de consultoria para pagar pelos serviços que ela nem sequer prestava. Parte desses valores, de acordo com a PF, era distribuída pela empresa de consultoria aos demais membros da quadrilha.

 

A organização é formada por empregados da Caixa, empresários da área de TI e uma empresa de consultoria que pertence a um ex-funcionário do banco.

 

Os integrantes do esquema vão responder pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha. A operação, batizada de Backbone, recebeu esse nome para fazer referência à espinha dorsal de um sistema de rede de computadores.

VEJA.ABRIL.COM

Sobe Catracas

BOSCO SARAIVA, secretário de Segurança Pública do AM

Em pouco mais de um mês, operações integradas vem reduzindo criminalidade em Manaus

Sobe Catracas

WANDERLEY ANDRADE, cantor

Artista paraense recebe nesta quarta-feira (22),  na ALE/AM, o Título de Cidadão do Amazonas, de autoria do deputado Sinésio Campos

Desce Catracas

HERIVANIO SEIXAS, prefeito de Humiatá

Prefeito não recebeu caravana de deputados que percorre BR 319, no Sul do Amazonas, e desapareceu da cidade

Desce Catracas

ANDERSON SOUSA, prefeito de Rio Preto da Eva

Mesmo justificando que município está em crise, enviou Lei a Câmara para população pagar conta de água mais cara com aumento de 73%

BASTIDORES