DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/11/2017

Apenas 11% das micro e pequenas empresas regularizaram situação na Receita

De acordo com a Receita, as empresas que não se regularizarem estarão impossibilitadas de transmitir a declaração relativa ao mês de outubro

Apenas 11% das micro e pequenas empresas regularizaram situação na Receita O próprio PGDAS-D, que é um aplicativo disponível no portal do Simples Nacional, aponta as declarações a serem retificadas Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Apenas 11% das micro e pequenas empresas que caíram na malha fina da Receita Federal regularizaram a situação junto ao órgão, de acordo com balanço divulgado hoje (13). No total, a Receita Federal identificou a existência de informações inexatas nas declarações de 100 mil empresas e, consequentemente, a redução indevida dos valores a pagar.

 

De acordo com a Receita, as empresas que não se regularizarem estarão impossibilitadas de transmitir a declaração relativa ao mês de outubro, que deverá ser apresentada até o dia 20 de novembro, além de estarem sujeitas a penalidades, como a imposição de multas que variam de 75 a 225% sobre os débitos omitidos nas declarações anteriores e até mesmo a exclusão do Simples Nacional.

 

Para se regularizar, a empresa deve retificar as declarações anteriores, gerar e pagar o documento de arrecadação (DAS) complementar. O próprio PGDAS-D, que é um aplicativo disponível no portal do Simples Nacional, aponta as declarações a serem retificadas.

 

Nos últimos anos, a Receita Federal vem trabalhando no combate a diversos tipos de fraudes detectadas nas informações prestadas pelas empresas por meio das declarações apresentadas ao órgão.

 

Segundo a Receita, as quase 100 mil empresas, sem amparo legal, assinalaram no PGDAS-D campos como “imunidade”, “isenção/redução-cesta básica” ou ainda “lançamento de ofício”. Essa marcação acaba por reduzir indevidamente o valor dos tributos a serem pagos.

AGÊNCIA BRASIL

Sobe Catracas

DORA TUPINAMBÁ, jornalista

É a primeira mulher eleita presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas e comandará entidade para triênio 2018/2020

Sobe Catracas

PINDUCA, cantor

Artista paraense recebeu da Assembleia Legislativa do AM o Título de Cidadão do Amazonas, autoria do do deputado Sinésio Campos, também nascido no Pará 

Desce Catracas

NORMANDO BESSA, prefeito de Tefé

Processo Seletivo com 800 vagas da Educação não oferece cargos a professores nas áreas de Artes/educação e Ensino Religioso, contrariando o artigo 26, da LDB, que pede obrigatoriedade. 

Desce Catracas

ANTONIO PEIXOTO, prefeito de Itacoatiara

Prefeitura está há um mês tentando asfaltar uma única rua da cidade, no centro comercial, e que gerou série de reclamação dos empresários locais

BASTIDORES