DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/10/2017

José Ricardo irá ao MP/AM denunciar os presidentes do TCE e da AADES

Deputado também quer que presidente do TCE, Ari Moutinho dê explicações sobre auxílio moradia de R$ 6 milhões pagos a conselheiros

José Ricardo irá ao MP/AM denunciar os presidentes do TCE e da AADES Ari Moutinho, presidente do TCE ( A Crítica)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O deputado José Ricardo (PT) irá ingressar com representação no Ministério Público Estado (MPE) denunciando os presidentes do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (AADES) por descumprimento à Lei Federal nº 12.527/2011 - Lei de Acesso à Informação. Em fevereiro e março do ano passado, o parlamentar encaminhou ofícios aos dois órgãos solicitando informações sobre a contratação de pessoal para o TCE via convênio com a AADES. Nenhumas das solicitações foram respondidas até hoje.

 

Em março deste ano, ele ingressou com requerimento junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), desta vez convocando o presidente do Tribunal de Contas para explicar aos parlamentares esse convênio, bem como o pagamento de R$ 6 milhões em auxílio-moradia pagos a conselheiros, auditores e procuradores deste Tribunal, retroativo a setembro de 2009.

 
“Essas contratações, a meu ver, são suspeitas, porque até hoje não obtive resposta de nenhum dos dois órgãos, nem desta Casa”, disparou o parlamentar, cobrando a votação do seu requerimento. Em vez de submeter à votação em plenário, a Mesa Diretora da Aleam encaminhou a propositura à apreciação da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Casa. “Uma Comissão que não tem nada a ver com o assunto, mas que também até hoje não apreciou o requerimento. Deve ter engavetado em algum lugar”. Por isso, também irá protocolizar um novo requerimento, agora convidando a direção dessa Agência a prestar esclarecimentos na Assembleia.

 
José Ricardo frisou que a recente decisão do Tribunal de Contas, de suspender os contratos do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) para a contratação de estagiários, deveria servir de exemplo ao próprio TCE. “Foi decisão acertada, uma vez que o Estado já deveria ter priorizado a convocação dos concursados desse órgão, o que não foi feito até hoje. E o Tribunal deveria seguir a mesma linha”.

 

A AADES é um órgão do Governo do Estado criado pela Lei nº 3.583/2010, mas efetivamente instituída pelo Decreto nº 30.988/2011, e tem como finalidade promover o apoio à execução de políticas de desenvolvimento econômico e social, no âmbito do Estado do Amazonas. Hoje, tem convênio com vários órgãos estaduais, além do TCE, Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado (Idam), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Secretaria de Estado da Juventude e Lazer (Sejel), dentre outros.

 
FOLHA DE PAGAMENTO

Ao ter acesso à folha de pagamento de apenas um mês dessa Agência junto aos órgãos – agosto de 2017, no valor de R$ 2,6 milhões - José Ricardo enfatizou a necessidade de explicações quanto aos seus serviços prestados. “Numa rápida conta, estamos falando aqui de R$ 32 milhões por ano em mão de obra contratada. Esta Casa precisa de uma explicação. Não podemos aceitar esses subterfúgios para a contratação de pessoal, quando a Constituição preconiza que a única forma de ingresso ao serviço público é via concurso”. 

Em dezembro de 2015, o TCE firmou acordo de cooperação técnica com a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social, no valor total de R$ 2,5 milhões, por um prazo de 24 meses, para instituir equipe de gestão no suporte de demandas ligadas à Corte. Nos ofício encaminhamos tanto ao Tribunal quanto a AADES o parlamentar solicitou as seguintes informações: cópia do contrato do acordo de cooperação, número de pessoas contratadas, com nomes, cargos e salários, e a forma de chamamento para as contratações, se por edital ou processo seletivo.

 

Sobe Catracas

DORA TUPINAMBÁ, jornalista

É a primeira mulher eleita presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas e comandará entidade para triênio 2018/2020

Sobe Catracas

PINDUCA, cantor

Artista paraense recebeu da Assembleia Legislativa do AM o Título de Cidadão do Amazonas, autoria do do deputado Sinésio Campos, também nascido no Pará 

Desce Catracas

NORMANDO BESSA, prefeito de Tefé

Processo Seletivo com 800 vagas da Educação não oferece cargos a professores nas áreas de Artes/educação e Ensino Religioso, contrariando o artigo 26, da LDB, que pede obrigatoriedade. 

Desce Catracas

ANTONIO PEIXOTO, prefeito de Itacoatiara

Prefeitura está há um mês tentando asfaltar uma única rua da cidade, no centro comercial, e que gerou série de reclamação dos empresários locais

BASTIDORES