DeAmazônia

MENU
Atualizado em 20/10/2017

AUGUSTO BERNARDO CECÍLIO #Um dia para o fazendário

AUGUSTO BERNARDO CECÍLIO #Um dia para o fazendário

“Quando estiver comendo uma fruta, pense na pessoa que plantou a árvore”.   A frase, que parece solta ao vento, representa a essência do trabalho do servidor fazendário, na sua labuta de promover os recursos públicos destinados aos serviços de qualidade que a população deseja e merece, na forma mais singela e franca da real igualdade social e distribuição de oportunidades.

 

      As políticas públicas têm o seu planejamento, organização e execução na base de um orçamento real, com projeções técnicas, arrecadação eficaz e controle tributário. Não se trata apenas de cobrar e fiscalizar, mas de promover o crescimento econômico que deságua no desenvolvimento humano, com todas as nuances paralelas da visão socioambiental, da educação fiscal, da reprodução de recursos em serviços públicos e até mesmo do acompanhamento de sua aplicação com regulação normativa e justiça social.

 

      A criação do Dia do Servidor Fazendário (17 de outubro), inspiração do então deputado Tony Medeiros é o reconhecimento da amplitude de ações dessa classe de tantas atribuições profissionais, como de reflexos coletivos no bem-estar da sociedade, formando um eixo de competências seletivas, mas todas voltadas para o mesmo objetivo de eficiência funcional.

 

      Tony Medeiros – hoje vice-prefeito de Parintins -  recolheu estas atribuições para conceber um momento, acima da euforia de uma comemoração, de pura reflexão da atividade no ciclo produtivo e determinar um dia inteiro para reflexão, avaliação, estudo, debates e busca de novos caminhos da eficiência, colocando o romantismo do artista que é na função profissional que merece ter seu momento particular.

 

      Todas as saídas são entrada para algum outro lugar e isso pode ser fundamentado na figura do servidor da Secretaria de Estado da Fazenda, início e fim da essência do Estado como provedor das necessidades sociais e coletivas, sem perder de vista o sentido das prioridades identificadas e, mais do que isso, o sentimento das demandas que explodem nos limites da superação humana.

 

      Sinto-me feliz, ao lado de centenas de servidores, com o momento que nos é dado respirar e purificar na busca incessante da união que faz a força, da estabilidade que constrói a harmonia, do reconhecimento que eleva a autoestima, evitando que se torne uma massa frágil e ineficaz na sua proposta de ação e expectativa de resultados.

 

      Temos um dia para comemorar, mas a vida toda para perseverar, para multiplicar, para agigantar um sistema de desenvolvimento, mas também para demonstrar que é possível humanizar o trabalho e, com a capacidade superior da solidariedade e da fraternidade, atingir objetivos além do que os olhos podem ver, mas o coração pode sentir, na satisfação do bem fazer.

 

      Como data de registro histórico, a criação deste dia representa um momento de elevação no conceito profissional e de reconhecimento do valor de resultados, mas significa, de imediato, a grandeza de um trabalho, tão invisível quanto silencioso, mas de rara eficiência e fundamental importância para a construção de um bom lugar para a nossa gente viver.

 

*Auditor fiscal da Secretaria da Fazenda. E-mail: augustosefaz@hotmail.com

Sobe Catracas

DORA TUPINAMBÁ, jornalista

É a primeira mulher eleita presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas e comandará entidade para triênio 2018/2020

Sobe Catracas

PINDUCA, cantor

Artista paraense recebeu da Assembleia Legislativa do AM o Título de Cidadão do Amazonas, autoria do do deputado Sinésio Campos, também nascido no Pará 

Desce Catracas

NORMANDO BESSA, prefeito de Tefé

Processo Seletivo com 800 vagas da Educação não oferece cargos a professores nas áreas de Artes/educação e Ensino Religioso, contrariando o artigo 26, da LDB, que pede obrigatoriedade. 

Desce Catracas

ANTONIO PEIXOTO, prefeito de Itacoatiara

Prefeitura está há um mês tentando asfaltar uma única rua da cidade, no centro comercial, e que gerou série de reclamação dos empresários locais

BASTIDORES