DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/08/2017

Banco da Amazônia abre inscrições para três editais de patrocínios

Serão mais de R$ 2,4 milhões para incentivar projetos nas áreas de feiras, exposições, ambiental, social, cultural e esportivo

Banco da Amazônia abre inscrições para três editais de patrocínios As propostas devem ser enviadas pelos Correios até o dia 15 de setembro (Foto: Divulgação)

MANAUS, AM - O Banco da Amazônia abre, nesta segunda-feira (14), inscrições para três editais públicos de patrocínios. Na 11ª edição, serão mais de R$ 2,4 milhões disponibilizados para incentivar projetos nas áreas de feiras, exposições, ambiental, social, cultural e esportivo. As propostas de patrocínios, com apenas uma via impressa de cada projeto inscrito, devem ser enviadas pelos Correios até o dia 15 de setembro.

 

Os projetos de realização de feiras e exposições precisam ter as ações alinhadas com o incentivo ao desenvolvimento do agronegócio regional, ao turismo, ao micro empreendedor individual, indústria e a micro e pequenas empresas. Os da área ambiental precisam ser educativos, de conscientização ambiental e ecológica e podem ser sobre coleta seletiva e reciclagem, preservação de ecossistemas, gestão de bacias hidrográficas, redução e otimização de recursos naturais, mudanças climáticas e preservação florestal.

 

Já os da área social têm que possuir temáticas voltadas à garantia dos direitos da criança e do adolescente, prevenção a violência contra a mulher, ações de combate à fome, ações de combate à extrema pobreza por meio da inclusão produtiva e inclusão social. Os projetos culturais podem ser de literatura, eventos culturais, música, audiovisual e artes cênicas, sendo que serão priorizados projetos com temáticas da cultura dos estados da Amazônia Legal.

 

Esportes

Os projetos na área esportiva podem ser de incentivo a esportes olímpicos e paraolímpicos, nas mais diversas modalidades. Cada projeto apresentado ao edital de patrocínio deve requerer até R$ 35 mil por proposta apresentada.

 

Artes visuais

O ‘Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais 2018’ consiste na seleção para o preenchimento da pauta de exposições relativas ao exercício de 2018 do espaço cultural da instituição, em Belém, no período de março de 2017 a janeiro de 2018.

 

Podem ser apresentadas propostas de exposições de desenho, pintura, gravura, técnicas mistas, fotografia, escultura, objeto, instalação e de mídias contemporâneas, que não tenham sido contempladas com exposição no edital de pautas de 2018 do Espaço Cultural. Quem for aprovado receberá R$ 25 mil, por projeto, a título de patrocínio, para colaborar na montagem da exposição.

 

Lei Rouanet

O Edital de Chamada Pública de Projetos com Lei Rouanet 2018, voltado à seleção de projetos culturais incentivados pela lei federal, tem o objetivo contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional.

 

Neste edital, o Banco da Amazônia contemplará projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais), música e artes visuais, sendo priorizados os que apresentarem diversidade temática, multiplicidade de linguagens e, principalmente, qualidade artística.

 

Para esta chamada pública, que contempla pessoas físicas e jurídicas, a instituição dispõe de R$ 700 mil.

 

Seleção

Os projetos inscritos passarão por quatro fases: pré-seleção e seleção; homologação do julgamento pela Diretoria Executiva; Habilitação Jurídica e Regularidade Fiscal e trabalhista; e a Contratação do projeto de acordo com os Normativos de Auditoria Interna e a Lei 8.666/93.

 

Mais informações podem ser obtidas no site do Banco da Amazônia: www.bancoamazonia.com.br

Sobe Catracas

JOSÉ RICARDO, deputado estadual

Vai ao Ministério Público denunciar presidente do TCE, Ari Moutinho, por se negar a prestar informações sobre contratação de funcionários em convênio com a AADES

Sobe Catracas

ISABELLE NOBRE, atleta

Nadadora ficou com o bronze nos 50 metros costas, conquistando a primeira medalha para o AM nos Jogos Universitários Brasileiros, em Goiânia 

Desce Catracas

BETO D'ANGELO, prefeito de Manacapuru

Próprios familiares dele criticam administração municipal e empresa de coleta de lixo ameaça suspender serviço por falta de pagamento

 
 

Desce Catracas

ADMÊ VERÇOSA, dona do Buteco do Verçosa/Parintins

Estabelecimento descumpre várias normas do Código de Defesa do Consumidor que precisam ser fiscalizadas pelo PROCON

 
 

BASTIDORES