DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/07/2017

Pai suspeito de matar bebê de um mês tem prisão preventiva decretada por juíza

Adriano Gomes Tavares, de 24 anos, seguirá para uma das unidades prisionais da capital; Audiência de Custódia foi realizada na tarde deste sábado (15)

Pai suspeito de matar bebê de um mês tem prisão preventiva decretada por juíza Adriano Gomes Tavares. Foto: Divulgação

MANAUS, AM - A juíza plantonista do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam) converteu a prisão de Adriano Gomes Tavares, de 24 anos, para preventiva na tarde deste sábado (15), durante Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul de Manaus. Adriano deve seguir para uma das unidades prisionais da capital.

 

Adriano foi preso na última sexta-feira (14) por policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) como suspeito de ter matado o próprio filho de 1 mês, Bryan Ferreira Pinheiro, e esfaqueado a mãe da criança, Aline Ferreira Pinheiro, de 29 anos.

 

De acordo com familiares da vítima, durante o ataque contra a mãe, o homem ainda empurrou fortemente o outro filho, um menino de um ano, contra a parede.

 

Bryan foi morto com dois golpes de faca, um no pescoço e outro no peito. Ele chegou a ser socorrido e conduzido ao Hospital Pronto-Socorro Joãozinho, mas não resistiu aos ferimentos.

Isabelle Valois

Sobe Catracas

WILSON REIS, presidente do Sindicato dos Jornalistas do AM

Comitê de Combate ao Caixa 2 defende transporte gratuito para eleitores no dia do pleito

Sobe Catracas

GILMAR MENDES, presidente do TSE

Anunciou que visitará o Amazonas para acompanhar de perto organização da eleição que elegerá novo governador 

Desce Catracas

DAVID BRANDÃO, comandante geral da PM

Comandante passa por fritura no governo, não conseguiu unir a corporação e pode perder o cargo

Desce Catracas

ABDALA FRAXE, deputado estadul

Quer tirar portal de notícias do ar por ter divulgado condenação dele em 2010, por formação de quadrilha no cartel dos combustiveis

BASTIDORES